SÊ BEM-VINDO ! SÊ BEM-VINDA ! YOU ARE WELCOME !

domingo, 31 de Agosto de 2014

As etapas de uma parede








A mesma parede algumas horas e muita tinta depois.
A big wall after some hours of committed artwork and many cans of paint.

sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

Demagogia e desinformação sem limites


" a) No que concerne à Europa (excluindo portanto a contribuição do FMI), o resgate português foi financiado por dois mecanismos, o MEEF e o FEEF. O primeiro «assenta em fundos dos mercados financeiros garantidos pela Comissão, com o orçamento comunitário como colateral». O segundo mecanismo é assegurado pelos dezoito países membros da zona euro. O que significa, portanto, que «a solidariedade europeia é parcialmente assente numa garantia dada pelo orçamento da União, que tem como contribuintes líquidos doze estados-membros» (entre os quais a Dinamarca e a Suécia, que não pertencem ao euro). Isto é, Portugal beneficiou de um suporte financeiro, sob a forma de empréstimos, que é assegurado por dezoito «países membros da zona euro, mais dois países escandinavos».

b) Entre os vinte países que nos «ajudaram», apenas a Espanha e a Grécia (que também não são, tal como Portugal, contribuintes líquidos da UE) tinham, em 2011, taxas de pobreza superiores à do nosso país (18%). Em linha, aliás, com o PIB per capita: «enquanto a média da União é de 27.500 euros, em Portugal é de 19.400, a menor dos vinte países (inclusivamente inferior ao valor grego)».

c) Sendo a questão do subsídio de desemprego mais difícil de comparar (dada a significativa variabilidade dos esquemas de protecção), e «apesar de a relação salário/subsídio em Portugal ser generosa no contexto europeu (consequência dos baixos salários)», a verdade é que «mais de metade dos desempregados não têm protecção e o valor médio mensal do subsídio é muito baixo (€460)». E se «pensarmos em qualquer outra prestação social, Portugal perde na comparação».

d) No campo da saúde, todos os países da União Europeia têm sistemas universais, «apesar da diversidade de prestação de cuidados e dos modelos de financiamento (nuns casos impostos, noutros contribuições para a Segurança Social). Em Portugal, 66% do total da despesa em Saúde é assegurada pelo Estado, um valor mais baixo do verificado na UE27 (73%).» "

Nuno Serra

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Propaganda System


“All over the place, from the popular culture to the propaganda system, there is constant pressure to make people feel that they are helpless, that the only role they can have is to ratify decisions and to consume.” 

Noam Chomsky

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Imaginação política, Marxismo, feminismo e ecologia


“Uma diferença entre a arte pública convencional e as artes comunitárias ou um novo gênero da arte pública, é que o artista comunitário, e freqüentemente um novo gênero do artista público, atua como um catalisador para a criatividade de outras pessoas, a imaginação política sendo talvez tão valorizada como a habilidade para o desenho. Isso é uma reação contra a acomodação da arte no mercado e nas instituições, uma rejeição da estética autônoma do modernismo, e reflete um realismo crítico derivado do Marxismo, do feminismo e da ecologia, o que implica que os artistas atuem para e com outros na responsabilidade pelos seus futuros.”

“One difference between conventional public art and community arts or new genre public art, is that the community artist, and often the new genre public artist, acts as a catalyst for other people’s creativity, political imagination being perhaps as valued as drawing skill. This is a reaction against the commoditisation of art by its markets and institutions, a rejection of the self-contained aesthetic of modernism, and reflects a critical realism derived from Marxism, feminism and ecology which implies that artists act for and with others in reclaiming responsibility for their futures.”

Malcom Miles

quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

À noite na Lezíria


O breu tranquilo da lezíria ribatejana é propício à tinta meditativa.

Meditative painting through dark quiet nights in the countryside.

segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Life IS


"Because life Is. Life is beautiful, we must wake up every morning and enjoy your whole day. As I say "one day, one life". In 10 years you'll remember that moment can be lasting only a few moments while you have lived a thousand things differently this time and will remain etched in your memory.

I say we have three lives in one life. The first life that life, second life we ​​dream, when you sleep you live another life and the third life which you remember. I filmed a lot of older people. We see them sitting, it is believed they are disconnected but in fact they remember, they relive the moments. We live so fast that we do not have time to really live when you grow older, they are catching up."

"Parce que la vie est là, life is beautiful, il faut se réveiller le matin et profiter de toute ta journée. Comme je dis "one day, one life", un jour, une vie. Dans 10 ans tu te souviendras peut être de ce moment qui ne dure que quelques instants alors que tu auras vécu mille choses autrement et ce moment restera gravé dans ta mémoire.

Je dis qu'on a 3 vies dans 1 vie. La première, la vie qu'on vit, la deuxième la vie qu'on rêve, quand tu dors tu vis une autre vie et la troisième la vie dont tu te rappelles. J'ai filmé beaucoup de gens agés. On les voit assis, on croit qu'ils sont déconnectés mais en fait ils se rappellent, ils revivent les moments. On vit tellement rapidement que l'on n'a pas le temps de vraiment les vivre alors quand on vieillit, on les rattrape."

Thierry Guetta aka Mr Brainwash