SÊ BEM-VINDO ! SÊ BEM-VINDA ! YOU ARE WELCOME !

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Obrigado a quem compra


Hoje deixamos uma sentida palavra de agradecimento a todos aqueles que compram as obras que produzimos. 


É verdade que a nossa perspectiva tem sido sempre a de democratizar a Arte e a rua, fundindo as duas, tornando esta junção acessível a todos. Porém, as nossas intervenções envolvem sempre muitos riscos, requerem dedicação, esforço e ainda grandes despesas. Neste sentido, quem compra exemplares da Arte Dalaiama está a dar um contributo e um incentivo para que a actividade se mantenha.


Esta passagem de uma parte da nossa obra pública para objecto de contemplação privada ajuda à conservação museológica da mensagem, porquanto nas ruas as intervenções são efémeras, ao passo que na casa de um coleccionador perduram indefinidamente. 


Quem compra podia não o fazer, uma vez que a Arte Dalaiama está na rua, acessível a todos. É como estarmos à beira do rio mas optarmos por ir buscar água directamente à nascente. Ou podermos atravessar sem restrições um jardim florido e mesmo assim irmos ter com o jardineiro. 


Para nós, há uma certa mística nisto tudo: os estênceis dos quadros que vendemos são os mesmos que usamos nos muros das ruas. Portanto, quem compra transporta nos quadros alguns átomos das paredes que é como se levasse um pedaço da cidade para dentro de casa.


Por outro lado, quem compra torna-se dono de uma peça única, personalizada, irrepetível, que mais ninguém tem. Aí reside um valor acrescentado. 


Com humildade, mas realismo, podemos afirmar que alcançámos uma originalidade no panorama da Street Art a que a História da Arte Contemporânea fará jus. Talvez por isso os trabalhos com a marca Dalaiama tenham vindo a valorizar-se no mercado. De facto, os preços têm vindo a subir...


Continuamos a derramar tinta nas ruas, o rio onde todos se banham continua lá, e por isso olhamos com enorme gratidão e especial consideração para estas pessoas que, sem precisarem de o fazer, simplesmente compram por opção. Obrigado pelo vosso apoio. Estamos mesmo agradecidos por haver quem, ao contemplar o céu, decida levar uma nuvem para casa. 



6 comentários:

nan disse...

I was so happy to discover Dalaiama, upon stepping foot in Portugal last year. I haven't a home to bring clouds from the sky into. I spend much time walking and in this way I spend much time with the street and the art. Thank you for creating beauty and inspiration and a reason to wander.

Ricardo António Alves disse...

Parabéns!

TERESA SANTOS disse...

Dalaima,

Fico tão feliz por ti, mas tão feliz!

Como sabes sempre gostei, muitissimo, dos teus trabalhos.

Diz-me, por favor, como é que pode adquirir um trabalho teu.

Abraço.

CC disse...

Ler isto, aquece-me o coração como o sol numa tarde de inverno. Abraço D. :)

Pedro Plassen Lopes disse...

É com orgulho que tenho uma obra tua. Foi o teu trabalho que me fez olhar com outros olhos para este tipo de intervenção. Keep up with the good work!

Z. disse...

Olá Dalaiama. Foi há uns anos (não recordo exactamente quantos) que vi afixada, em São Pedro do Estoril, a primeira arte que é a "imagem de marca" que conhecemos e apreciamos. Desde então, sempre que, nos locais mais "inesperados" (para mim, todos os que estão fora do concelho de Cascais), vejo o 'Pac-Man' (perdoem-me a analogia) de cartola sinto uma satisfação interna por ver espalhada a sua presença pelo país fora.

Passado o comentário, a minha ignorância leva-me a perguntar: onde obter, como e quanto poderá custar uma obra do Dalaiama?

Um abraço
Z.